Como a prática de atividades físicas pode melhorar a performance nas ruas

A Escola de Educação Física da PM de São Paulo realiza a 107 anos um trabalho de formação continuada de policiais

25/09/2017


Classificada como um dos ofícios mais estressantes e desgastantes, a carreira militar exige preparo físico e psicológico ao longo do curso de formação. Entretanto, a prática de atividades físicas deve ser algo permanente na vida do policial impactando em sua performance no serviço operacional.

 
É nessa perspectiva de formação continuada que foi fundada, em 1910, a Escola de Educação Física da Polícia Militar de São Paulo, sendo o primeiro núcleo de educação física no Brasil. “A escola sempre teve o propósito tanto de formar o policial militar em Educação Física para o treinamento de outros policiais – como professor -, quanto de fazer a gestão desse treinamento dentro da polícia”, conta o major Alexandre Luiz Alves, chefe de divisão na Escola de Educação Física da PM de São Paulo.

 
Formação Multidisciplinar

 
Referência em todo o território nacional, recebendo policiais militares de todo o país em busca de formação em nível superior, a Escola se propõe a acompanhar o profissional ao longo de seus 30 anos de serviço, oferecendo especializações voltadas para o preparo técnico-operacional dos policiais a partir de quatro áreas de conhecimento: educação física, especialização em tiro, força tática e defesa pessoal.

 
Essa formação multidisciplinar diferencia a escola de instituições civis como a USP, por exemplo. “A gente forma o gestor de treinamento como um todo, não apenas físicos. Então, durante os cursos eles têm matérias específicas da carreira policial com base nas áreas de conhecimento que comentei. Assim, quando eles retornam para suas cidades, passam a ser os responsáveis pela formação e condução do treinamento em suas unidades”, explica o major.

 
Performance na rua

 
Essa capacitação multidisciplinar faz o policial se destacar dos demais nas operações do dia a dia. Ou seja, é um profissional que agrega o preparo físico para aguentar o peso do equipamento, com estabilidade emocional para lidar com as situações de risco e competências técnicas para atuar com precisão em diversas situações.




Outras notícias